Links Especiais:

The Savoy Hotel, Londres, Inglaterra

  • Publicado sábado, 7 de março de 2015

Para muitas pessoas, o dia 10/10/10 é muito mais que uma combinação interessante, emblemática e mística. Para o The Savoy Hotel, um dos mais famosos hotéis de Londres, a data significou um marco em sua história, o dia em que reabriu suas portas após quase três anos de reformas e restaurações que custaram cerca de US$ 350 milhões.

A reinauguração do The Savoy Hotel foi um dos acontecimentos mais aguardados do ano, já que toda a sua fachada, seu célebre hall Art Deco, em aço e mármore, todas as 268 acomodações e até sua parte de entretenimentos, incluindo o American Bar e o Savoy Grill foram inteiramente reformados, em um projeto ambicioso e de muita dedicação, realizado pelo grupo canadense que atualmente gerencia o hotel: o Fairmont Hotels & Resorts.

Fundado em 1889, às margens do Rio Tâmisa, o The Savoy Hotel possui uma história de luxo e glamour, que se confunde com a própria história londrina. Inicialmente gerenciado pelo empresário suíço Cesar Ritz e pelo mâitre chef Auguste Escoffier, o hotel rapidamente se tornou conhecido, graças às animadas festas e às celebridades sempre presentes em seus eventos. Escoffier preparava pratos especialmente para artistas e personalidades como Sarah Bernhardt, Lily Langtry, Nellie Melba Dame e também para Edward VII, o Príncipe de Gales entre 1901 e 1910. Enquanto isso, Cesar Ritz instituía um serviço impecável, com criatividade e rica atenção aos detalhes que, com o tempo, se tornaram a marca registrada do The Savoy Hotel. Por mais de um século, a fachada do The Savoy foi o ponto de encontro dos Rolls-Royces dos membros da família real, primeiros-ministros e estrelas de Hollywood.

Os dois estilos de design predominantes desde sua fundação – Eduardiano e Art Deco – foram meticulosamente trazidos novamente à vida, sob a direção do designer Pierre-Yves Rochon. Mais de 1.000 artesãos (homens e mulheres) trabalharam incessantemente para recriar a originalidade dos interiores que trouxeram tanta notoriedade ao hotel.

Trinta e oito novas acomodações, suítes e quartos, foram agregadas ao projeto, todas com a deslumbrante vista do Rio Tâmisa, que tanto inspirou Whistler e Monet em suas pinturas. Além destes, nove Personality Suites exalam o passado glamoroso do The Savoy, prestando uma homenagem a alguns dos artistas e personalidades que fizeram do hotel, a sua casa em Londres. Maria Callas, Charlie Chaplin, Marlene Dietrich, Frank Sinatra, Richard Harris, Noel Coward, Winston Churchill, Claude Monet, Katharine Hepburn emprestam seus nomes para as suítes mais exuberantes, decoradas com obras de arte, fotografias, objetos e literatura que evocam o espírito e o tempo das estrelas, incluindo, por exemplo, a dúzia de rosas que Marlene Dietrich sempre solicitava em sua chegada.

A reabertura do The Savoy também celebra a inclusão da majestosa Royal Suite, com 325 m² de conforto, luxo e conveniência distribuídos por um saguão revestido em mármore, sala de estar, sala de jantar, biblioteca, e dois quartos, sendo que a suíte master conta com dressing room (com closet ventilado para sapatos) e uma maravilhosa cama Savoir, a mais tradicional da Inglaterra. Localizada no quinto andar, a suíte foi especialmente projetada de forma que todos os cômodos pudessem ter paisagens espetaculares da cidade de Londres, fazendo com que seus hóspedes possam se sentir, literalmente, como parte da realeza.

Os tradicionalíssimos bares e restaurantes do The Savoy desempenharam um papel importante no estabelecimento da reputação do hotel e, portanto, não poderiam passar desapercebidos por esta restauração. O lendário River Restaurant recebeu uma interpretação contemporânea da decoração Art Deco, enquanto o renovado American Bar dá as boas-vindas aos hóspedes, mantendo-se intacto em sua essência.

O restaurante Savoy Grill passa a fazer parte da holding do renomado grand chef Gordon Ramsay, e contará com Stuart Gillies como chef principal (já trabalhou com Daniel Boulud em Nova York e com Ramsay na Europa) e Andy Cook como chef executivo.

A novidade gastronômica do The Savoy fica por conta do The Beaufort Bar, um glamoroso champagne bar em estilo art deco, construído no lugar do palco do cabaret original do hotel. Ali, entre um petisco e outro, os convidados poderão servir-se de champagne e cocktails exclusivos.

Em anexo, a Savoy Tea é uma bijou teashop, ou seja, uma loja especializada em chás, e que também conta com acessórios e pâtisseries fresquinhas, ideais para celebrar o chá da tarde.

Dentro do Thames Foyer, um sofisticado salão envidraçado em forma de gazebo que funciona como um charmoso mirante da cidade de Londres, o ambiente é acolhedor e perfeito para o tradicional English afternoon tea.

Desde seu início, o The Savoy ficou conhecido por suas inovações de ponta: foi um dos primeiros hotéis do mundo a ter iluminação elétrica, teve o primeiro elevador elétrico público de Londres, sem contar as suítes com banheiro no quarto (já que antigamente, mesmo os hotéis mais luxuosos dispunham de toaletes apenas no corredor). Seguindo essa tradição de vanguarda, o The Savoy apresenta o primeiro serviço de Green Butler do mundo, ou melhor, um mordomo ‘verde’. Além de oferecer todas as conveniências tradicionais de um mordomo, como o fazer e desfazer as malas, servir o café da manhã e organizar recepções, os mordomos do The Savoy incentivam a utilização de papel reciclado, além de ter um conhecimento aprofundado sobre técnicas ecologicamente corretas e dicas de eventos sociais de apoio ao meio ambiente em Londres.

A restauração não apenas mexeu com a estrutura física do hotel, como também implementou tecnologias eficientes que forma a minimizar o impacto ao meio ambiente, em todas as áreas onde foram possíveis. As novas características eco-friendly introduzidas pelo hotel incluem sistemas que aproveitam o calor dos utensílios da cozinha para pré-aquecer a água do hotel, poupando o uso de eletricidade. O óleo utilizado na cozinha passará por um sistema de reciclagem e será transformado em biocombustível, enquanto cerca de 90% de todos os resíduos do hotel serão reciclados.

Mais que um must-visit place, o The Savoy Hotel, oferece uma experiência imperdível e inesquecível aos hóspedes e turistas de todo o mundo.

Localização: Strand, Londres – Inglaterra

Coordenadas: 51°30’35”N   00°07’13”E

Telefone: +44 (20) 7836-4343

Faz reservas on-line, através do site: www.fairmont.com

Aceita todos os cartões de crédito

Preço: diárias a partir de US$ 1.060 (acomodação tipo River Deluxe Room)

Redação Blog do Luxo – Todos os direitos reservados www.blogdoluxo.com

O vídeo abaixo foi gravado há cerca de um mês e mostra um pouco do quê esperar da reforma do emblemático The Savoy Hotel, um verdadeiro ícone da cidade de Londres