Links Especiais:

Coleção Le Lierre, de Jaeger-LeCoultre

  • Publicado quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Jaeger-LeCoultre tem nos surpreendido com suas coleções majestosas de relógios, verdadeiras obras-primas, que mais parecem jóias do que simples instrumentos de medição do tempo. Não há dúvida que a Jaeger-LeCoultre seja um dos maiores fabricantes de Haute Horlogerie e Joaillerie do mundo.

Para a 65ª edição do Festival de Filmes de Veneza, a natureza serviu de musa inspiradora para a coleção Jaeger-LeCoultre Le Lierre.

Enaltecidas por suas forças e proteção, as heras e gavinhas ofereceram possibilidades excepcionais aos designers, com sua combinação de beleza e liberdade. No cenário idílico do Vallée de Joux, homens e mulheres artesãos dão vida a verdadeiras obras de arte inspiradas pela criatividade da própria natureza. As criações dos artesãos são peças maravilhosas, como verdadeiros milagres, e homenageiam a paisagem de conto-de-fadas a seu redor.

“A natureza é uma obra-prima perfeita. Jaeger-LeCoultre realça sua beleza com maestria técnica”, diz Giampiero Bodin, diretor artístico da Richemond, criador da coleção temática Le Lierre.

A coleção é composta por um par de brincos, um anel, um colar e a peça mais extraordinária: um relógio. Cerca de 14.000 pedras preciosas – incluindo dois excepcionais diamantes amarelos ovais Fancy Intense Yellow (pureza IF – 5,19 quilates) e um diamante Fancy Vivid Yellow (pureza VS1 – 2,32 quilates) – foram utilizados para a montagem, combinando as intensas nuances de verde-ouro com volume e detalhes delicados, para recriar um efeito de sombras típico da natureza intacta, selvagem e eterna.

A fidelidade das peças às folhas e elementos da natureza, em toda sua imensidão e particularidades, deixa a todos boquiabertos e perplexos. O mestre ourives recriou cada uma das nervuras, reproduzindo as folhas uma por uma, cada caule e cada detalhe singular da hera.

Dotado de um movimento mecânico de corda manual (Calibre Jaeger-LeCoultre 846), o relógio é simplesmente a peça mais sensacional da coleção Le Lierre, um artigo de relojoaria e alta joalheira sem igual. Inteligentemente escondido sob uma folha, o dial do relógio se disfarça perfeitamente em meio à paisagem de conto-de-fadas à sua volta.

Dados do relógio:
Base em ouro amarelo 18 quilates, banhado parcialmente com ródio negro; 8.540 pedras preciosas e semi-preciosas totalizando 106,2 quilates – safiras amarelas e verde-escuro, tsavoritas de esmeraldas; entrelaçamentos feitos com as melhores técnicas de incorporação; dial escondido sob uma folha; movimento Jaeger-LeCoultre calibre 846; funções de horas e minutos; caixa, coroa e dial cravejados de pedras.

Preço: US$ 4,3 milhões

Para maiores informações, visite o site: www.jaeger-lecoultre.com

Confira no vídeo abaixo um pouco mais da Coleção Le Lierre, de Jaeger-LeCoultre