Links Especiais:

Dom Pérignon Rosé Vintage 1998

  • Publicado quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Com a Dom Pérignon Rosé, a maison Dom Pérignon atingiu uma dimensão de luxo extraordinária – a luxúria em seu estado mais puro, reluzente em todas as suas facetas, pura como uma jóia preciosa.

Os tons de âmbar, laranja, cobre e ouro são pura sedução. O maravilhoso paradoxo é que este Rosé não será nunca cor-de-rosa. Suas cores radiantes e únicas são a fonte de sua refrescância, com uma sofisticação sedutora e um detalhe quase oriental.

De forma única, a Dom Pérignon detém a fórmula secreta da vida eterna, o mistério inalterável da juventude que somente as jóias mais preciosas possuem. Como explicar que mesmo após envelhecer por 9 ou 11 anos, a Dom Pérignon Rosé possui tanta leveza, impetuosidade e vivacidade? Como explicar sua habilidade misteriosa de preservar a vitalidade intocável da fruta original? Este milagre é oferecido apenas pela Dom Pérignon Rosé.

Tudo começa com a grande pureza da fruta, a origem da Dom Pérignon Rosé. Apenas algumas poucas vinhas de grand crus contaram com o solo perfeito e a exposição ao sol necessária para oferecer a qualidade procurada pela Dom Pérignon. Foram nove anos até que a Dom Pérignon Rosé atingisse toda a sua expressão – nove anos de envelhecimento, sedimentando as borras de uva nas adegas, antes de atingir o ponto onde o frescor das frutas vibrasse em harmonia com a maturidade do vinho e atingisse a intensidade e complexidade desejadas.

A safra de 1998 tem todas as características da Dom Pérignon Rosé, mostrando a vivacidade, as vibrações e a “borbulhância”, sem sacrificar o perfeito equilíbrio entre as uvas Pinot Noir e Chardonnay, típicas do estilo Dom Pérignon. Este jogo de contrastes possui uma certa densidade até chegar ao ponto correto de sublime harmonia. “Os vinhos de 1998 são marcados por sua amplidão e energia”, explica Richard Geoffroy, mestre de caves da Dom Pérignon. “O que é notável sobre esta safra é que ela expressa seu espírito generoso sem renunciar à precisão e sofisticação que definem a Dom Pérignon Rosé”.

Ao olfato, as primeiras notas perfumadas florais se abrem para nuances de laranja e frutas secas, com características de especiarias amadeiradas colhidas bem maduras. Ao paladar, a Dom Pérignon Rosé possui amplo corpo, com estrutura notavelmente equilibrada, precisa e sofisticada. Sua complexidade radiante e energética persiste e faz vibrar, tocada por nuances levemente amargas.

Safra de 1998: aquele ano presenciou duas situações climáticas atípicas e contrastantes – a queimada das uvas por causa das temperaturas recordes de Agosto, seguidas por chuvas torrenciais na primeira metade de Setembro. A espera paciente pelo momento correto de colheita foi recompensada pelo período milagroso de bom tempo que se seguiu. As uvas estavam saudáveis e especialmente bem amadurecidas.

Dom Pérignon Rosé não é uma regra, é uma exceção. É sempre comercializada em números limitados porque as qualidades exigidas pela maison Dom Pérignon para as uvas Pinot Noir são verdadeiramente excepcionais. Isso significa que cada safra de Dom Pérignon Rosé contém o gene da pura essência da luxúria: a excelência da raridade.

Preço: US$ 525 (sem impostos e frete)

Para maiores informações, visite o site: www.domperignon.com

Redação Blog do Luxo – Todos os direitos reservados

Assista ao vídeo institucional com a campanha publicitária de Dom Pérignon Rosé