Links Especiais:

Le Soin Noir, o novo tesouro by Givenchy

  • Publicado quinta-feira, 27 de maio de 2010

Anos de exploração pelos oceanos do mundo renderam a descoberta de um ingrediente excepcional patenteado pela Givenchy. A Seiva da Alga Negra, capaz de sobreviver a condições extremas de temperatura, salinidade e radiação UV, é fundamental no equilíbrio biológico do ecossistema.

O concentrado vital desta seiva é a chave de um intenso creme negro – o Le Soin Noir, um tratamento completo de rejuvenescimento inédito no mercado, by Givenchy.

Um creme surpreendente, com uma fórmula exclusiva e excelente poder restaurador. Sua tonalidade escura desaparece misteriosamente em contato com a pele. O prazer sensual de uma textura que se funde à pele, acariciando-a delicadamente.

A origem do envelhecimento da pele é a perda de conexão entre as células. Por trás da descoberta deste componente absolutamente inovador, com habilidade única de combater os sinais de envelhecimento, estão a ambição e o risco desafiador assumidos pelos Laboratórios Givenchy, depois de uma intensa pesquisa no fundo do oceano.

Assim que descoberto este inédito efeito sobre a perda de comunicação entre as células, os pesquisadores da Givenchy passaram a combatê-lo, buscando soluções para as maiores causas do envelhecimento.

Como todos os organismos vivos, as células da pele comunicam-se entre si. O contínuo rejuvenescimento da estrutura da pele, a habilidade de se renovar ao longo do tempo e a capacidade de lutar contra os vários fatores externos nocivos à pele: tudo depende do sucesso destas trocas de informação. Conforme o tempo passa, a comunicação diminui e se torna menos precisa, e as mensagens se enfraquecem, sendo a grande causa do envelhecimento da pele.

O sonho dos pesquisadores era encontrar no oceano, onde a vida se originou, o segredo da jovialidade da pele. A resposta agora se encontra no excepcional poder do extrato purificado e concentrado da alga Skeletonema Costatum.

Diferentemente da alga verde, de onde as plantas da terra se originaram, este fitoplâncton nunca desapareceu do oceano. A biodiversidade oceânica supre essa demanda, já que possui uma abundância de recursos. Espécies animais não sobreviveriam sem estes vitais ácidos graxos existentes no oceano.

A alga negra é cultivada exclusivamente pela biotecnologia, que reproduz seu habitat natural, expondo-as à luz para acompanhar o ritmo do dia e da noite, e utilizando água do mar, tornando seu ambiente similar ao encontrado na natureza.

Para obter integralmente o concentrado vital das algas negras, os Laboratórios Givenchy desenvolveram um especial método biotecnológico. Este exclusivo e patenteado processo de extração, garante a qualidade das moléculas do ativo original, constituído a partir das células das algas.

Uma vez que a comunicação intracelular é retomada através do Concentrado da Seiva da Alga Negra, a pele pode definitivamente se beneficiar de uma cadeia de ingredientes naturais de alta performance, que fazem parte deste tratamento Premium.

O resultado: a pele desenvolve novas formas de proteger o DNA das células contra a radiação que gera o envelhecimento. Sua ação combate as rugas, de modo que a derme se mantenha firme e restaure seu aspecto. Os ingredientes naturais – extrato da folha Cássia Alata, peptídeos de biotecnologia, extratos de soja 1 e 2, do milho e extrato de aveia – agem em total sinergia para combater o envelhecimento da pele e revitalizá-la.

O desafio era encontrar uma maneira de incorporar as tonalidades negras advindas da seiva em um creme transparente. Os Laboratórios Givenchy atingiram suas metas criando o produto com surpreendentes qualidades sensoriais.

Alcançar a perfeição visual e sensorial de Le Soin Noir necessitou invariavelmente de investigação sobre colorimetria, combinação de silicones diferentes e a criação de uma “base” que fosse transparente – tudo tinha que ser meticulosamente estudado, ponderado e medido.

O Concentrado da Seiva da Alga Negra reflete a luz e transfere sua cor ao creme. Desse modo, o aspecto negro se esconde, assim como é absorvido magicamente pela pele e desaparece.

O efeito de suavidade permanece na pele, juntamente com uma sensação suprema de bem-estar, fortalecida pela leve fragrância de frutos de água e flores brancas, com notas quentes de sândalo e baunilha. Promove a regeneração da pele desvitalizada, sem viços, marcada pela ação do tempo. Gera também hidratação cutânea, pois propicia a união das camadas da pele.

Indicado para todas as idades, o Le Soin Noir promete uma experiência luxuosa no combate às rugas e ao envelhecimento da pele, estimulando a produção de colágeno. Uma pequena quantia de Le Soin Noir é suficiente para o rosto inteiro.

O ideal é aplicá-lo pela manhã e à noite, depois de remover a maquiagem, colocando um pouco de creme na palma das mãos e aquecendo-o com a ponta dos dedos. Espalhe o creme vagarosamente do centro às extremidades do rosto. Alise e limpe as impurezas para uma completa absorção. Também deve ser usado no pescoço e no colo.

A elegância da embalagem parece guardar uma jóia. O cubo de vidro delicadamente gravado com a assinatura Givenchy envolve o creme, e vem em uma luxuosa caixa preta.

Preço: US$ 380, pote com 50 ml (sem impostos e frete)

Para maiores informações, visite o site: www.parfumsgivenchy.com

Redação Blog do Luxo – Todos os direitos reservados www.blogdoluxo.com