Links Especiais:

Caixas de Som Nautilus, by B&W

  • Publicado quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Há momentos quando você escuta uma música em que gostaria de estar lá… Quando o impulso de fazer parte de uma gravação, de um evento em sua história musical toma conta de tudo. Momentos em que a sua ligação emocional com seu artista preferido se torna incrivelmente próxima, onde a melodia se torna sentimento, e de repente, a alegria, a tristeza, a raiva ou a paixão de quem canta passam a ser os sentimentos de quem escuta.

Quanto mais realista for o som, mais viva a conexão homem-música pode ser. Poder escutar detalhes que até então não conhecia, perceber instrumentos isoladamente, os timbres de voz dos backing vocals – é aí que o som preenche a lacuna entre a reprodução e a realidade.

Esta é a filosofia que move a Bowers & Wilkins, fabricante inglesa de alguns dos melhores sistemas de som e alto-falantes do mundo, capazes de reconstruir o ambiente acústico, tornando sua experiência em escutar sua música preferida em algo indescritível.

Dos muitos produtos incríveis fabricados pela B&W, provavelmente o mais famoso é o conjunto de caixas de som Nautilus. Após cinco anos de desenvolvimento e pesquisas, os engenheiros da B&W descobriram que os cantos vivos das tradicionais caixas de som formavam na verdade gabinetes cheios de distorção, e decidiram buscar nas formas da natureza, mais precisamente na acústica das conchas, uma solução para incrementar a fidelidade do som. E o que se seguiu foi uma música tão real que praticamente poderia ser tocada. E assim, nasceu o conjunto Nautilus, hoje reconhecido por seu design clássico, e que chegou a ser descrito como “talvez o melhor alto-falante que o dinheiro pode comprar…”.

O Nautilus foi recebido mundialmente como um alto-falante de vanguarda, que iria redefinir os rumos da indústria de áudio pelos próximos anos. Foi projetado com base nos mais exigentes audiófilos, não apenas por seu tamanho e formato, mas também por seu design exclusivo.

Nem todos os sons gerados pelos alto-falantes são bons. Há alguns que emergem da parte de trás deste equipamentos (no caso de alto-falantes convencionais) que podem reverberar e interferir na qualidade do áudio que sai das caixas. Para evitar esta perda de fidelidade do som, os tubos em forma de funil que formam o topo das caixas de som Nautilus foram preenchidos com espuma acústica, fazendo com que as ressonâncias fossem reduzidas a um mínimo insignificante.

Normalmente, as ondas de som são canalizadas através de uma cavidade no pólo do imã, passam pelo diafragma (uma espécie de filtro do sinal de áudio) e desaparecem no final da caixa acústica. Quando o sinal de som é levado por um desses tubos, e caso o diâmetro do tubo seja similar ao do diafragma, o som irá se propagar pelo tubo como uma seqüência de ondas planas simples. Ao atingir o final da caixa acústica, o som será refletido de volta para sua origem e ao atingir as próximas ondas que estão chegando, irá causar uma radiação que distorcerá a pureza do som. No entanto, se os tubos forem longos e revestidos por espuma acústica, a energia é absorvida antes mesmo de atingir o final da caixa de som. E assim, a qualidade do som será clara, limpa, e fiel à entrada do sinal. Este é o segredo dos engenheiros da B&W para o conjunto Nautilus.

As caixas Nautilus simbolizam todas as qualidades de inovação, dedicação e amor à música, que servem de inspiração aos engenheiros, projetistas e produtores da B&W, desde a criação da empresa há 40 anos. Por mês, apenas 12 caixas Nautilus deixam a fábrica da B&W na Inglaterra, após cerca de 44 horas de trabalho artesanal.

Com a Nautilus, é possível ter a oportunidade única de escutar a música exatamente como ela é: detalhada, vibrantemente viva, poderosa – sem obstáculos pela distorção dos alto-falantes ou pela difração do gabinete.

Preço: US$ 60.000 o par (sem impostos e frete)

Para maiores informações, visite o site do fabricante: www.bowers-wilkins.com

Redação Blog do Luxo – Todos os direitos reservados

Aprecie os detalhes da caixa de som Nautilus no vídeo abaixo