Links Especiais:

Coleção Oceanie, Cristais Baccarat

  • Publicado terça-feira, 16 de março de 2010

A primeira cristaleria da França segue produzindo peças de luxo após quase 250 anos desde sua fundação, refletindo a luz de forma espetacular em seus elegantes cristais e esbanjando glamour onde quer que esteja.

Mais que renome, a Baccarat tem tradição. Seu nome é sinônimo de cristais luxuosos, sua história venceu diversos fatos históricos importantes e seus avanços são significativos no design e manufaura de cristais, difíceis de serem superados por outras marcas.

A perfeição do design e da manufatura trouxe à Baccarat incontáveis prêmios nestes mais de dois séculos de existência. Fundada com o aval do rei Luís XV pelo francês Louis de Montmorency-Laval em 1764, a cristaleria nasceu com o nome de Sainte-Anne, na pequena cidade de Baccarat. O objetivo era criar uma “vidraria de arte”, para concorrer com as cristalerias da Bohemia. Após diversas invasões durante a Revolução Francesa e as guerras do império, a fábrica ressurgiu já com o nome de Baccarat, graças ao industrial Gabriel-Aimé d’Antiques. Desde então, o principal objetivo da Baccarat é atingir a perfeição ao produzir suas peças.

Anualmente, a Baccarat desenvolve duas coleções e 400 lançamentos de catálogo, sendo responsável hoje por 48% das exportações francesas de cristais feitos à mão.

O cristal é composto por três matérias primas principais:

- Areia: sílica muito branca, extremamente fina e pura, ou seja, livre de qualquer partícula metálica que poderia tingir ligeiramente o cristal.

- Carbonato de Potássio: mineral branco utilizado preferencialmente na fase de solda, confere brilho mais reluzente ao cristal.

- Óxido de Chumbo: de cor avermelhada, confere maior densidade e elevado índice de refração da luz. Ele também é importante pelas qualidades que os apreciadores esperam em um cristal: brilho, efeito límpido e sonoridade.

A estes elementos, os fabricantes acrescentam produtos químicos diversos que constituem um dos segredos da fabricação de cada marca e que contribuem para uma melhor fusão dos componentes e para um resultado mais brilhante, mais límpido, mais elegante.

A qualidade de um cristal deve-se praticamente à alta qualidade e à pureza de todos os componentes químicos, sem falar da habilidade dos sopradores, entalhadores e gravadores.

Uma curiosidade interessante: a coloração do cristal é obtida acrescentando-se à composição de base, antes da fusão, sais metálicos de acordo com o tom desejado. Assim, para se obter o cristal na cor azul profundo acrescenta-se o cobalto; para azul turquesa, adiciona-se cobre; para verde, cromo; para preto, cromo + manganês e assim por diante.

Um caso particular é o da cor vermelha, onde não se usa sal de ouro, mas sim o ouro puro. Ele é adicionado no momento de fusão, porém, após o resfriamento, o cristal permanece incolor, diferente das demais cores. É necessário um novo aquecimento da peça para que sua cor seja revelada. A temperatura e a duração deste re-aquecimento são fatores que determinam o tom da cor, do rosa claro e pálido ao vermelho intenso e apaixonante.

Designers famosos como Thomas Bastide, que desenha peças para a Baccarat desde 1981, expressam sua paixão pelos cristais através de formas, recortes e cores.

Não é diferente com a coleção Oceanie, criada por Bastide em cinco diferentes cores. Com design elegante e arrojado, os vasos são totalmente moldados à mão, na fábrica da Baccarat na França. Ele mede 20 centímetros de altura e é ideal para acomodar lindos arranjos florais.

Trata-se de uma tarefa difícil escolher entre o sóbrio Black, o profundo Blue, o reluzente Olive, o glamoroso Mahogany ou o apaixonante Ruby.

A Baccarat conta com representação e lojas no Brasil desde 1998. Desde 2005, a primeira boutique Baccarat na América Latina conta com o novo conceito das lojas da marca no mundo. O projeto dá destaque para a exposição de jóias, além de possuir um projeto especial de iluminação a fim de realçar o brilho de cada peça. Hoje, o Brasil tem o terceiro maior acervo de peças Baccarat do mundo.

Preço: US$ 2.000, cada vaso (sem impostos e frete)

Para maiores informações, visite o site: www.baccarat.com

Redação Blog do Luxo – Todos os direitos reservados

Assista ao vídeo abaixo e conheça virtualmente a loja da Baccarat de Nova York, onde estão expostas jóias, taças, chandeliers e os tradicionais vasos da grife, dentre eles, a Coleção Oceanie