Links Especiais:

Helicóptero Agusta AW109 Power

  • Publicado quinta-feira, 25 de março de 2010

A Agusta Westland fabrica seus helicópteros na Itália, mais precisamente em Cascina Costa, na cidade de Samarate, província de Varese, ao norte de Milão. Hoje, a Agusta Westland pertence à Finmeccanica S.p.A., um conglomerado italiano que ocupa o primeiro lugar das indústrias de alta tecnologia italianas, atuando nas áreas de tecnologia aeroespacial, defesa, segurança, automação, transporte e energia.

Com representantes em mais de 100 países, a Agusta foi fundada pelo Conde Giovanni Agusta, em 1923. Começou suas atividades construindo helicópteros sob licença para a Bell e posteriormente para Sicorsky, Boeing e McDonnell Douglas. A empresa adquiriu tamanho know-how na construção de helicópteros que começou a sonhar em projetar e construir seu próprio modelo, o que se tornou realidade em 1964 com o Agusta A.101.

Nos dias de hoje, a estrela maior da aviação civil da Agusta Westland é o modelo AW109 Power, uma aeronave versátil, que oferece o maior nível de equipamentos e tecnologia para fins corporativos e executivos da categoria, combinando um ótimo desempenho com excelente relação custo-benefício.

O AW109 Power é extremamente valorizado na aviação executiva pelo seu excelente desempenho, confiabilidade e facilidade de manutenção. É certificado single pilot e pode efetuar decolagens de helipontos elevados, sem qualquer redução de carga.

Sua motorização pode ser composta por duas turbinas dos modelos Pratt & Whitney PW206C ou Turbomeca Arrius 2K-1. As turbinas Pratt & Whitney tem potência máxima de 640 shp cada uma e as da Turbomeca Arrius tem potência de 670 shp cada.

Seja qual for a marca das turbinas escolhidas para equipar o AW109 Power, elas são gerenciadas pelo FADEC (Full Authority Digital Engine Control). O FADEC é um sistema que controla o desempenho do motor para os pilotos, a fim de que nenhum dano seja provocado por excesso de velocidade ou descuidos em parâmetros importantes. Sua finalidade principal é gerenciar o funcionamento dos motores e prevenir o desgaste de componentes importantes do motor por mau uso, principalmente nas decolagens. Simultaneamente, o sistema também reduz muito o trabalho do piloto e traz segurança para seus usuários. Além disso, os motores controlados pelo FADEC têm menos inspeções obrigatórias regulares do que os outros similares, e geralmente são muito mais confiáveis.

O AW109 Power, na sua configuração executiva mais comum, transporta 5 passageiros (3+2), com dois confortáveis bancos individuais separados por um console central equipado com refrigerador e porta objetos. O outro assento acomoda 3 passageiros e também conta com um descansa-braços central para quando for ocupado por duas pessoas. Seu revestimento é em couro natural e a fábrica oferece um sistema de personalização da aeronave para que o cliente tenha um equipamento que supra todas as suas necessidades e à altura de seu gosto pessoal.

Para total conforto dos passageiros, o AW109 Power foi equipado com tecnologia a prova de som, reduzindo consideravelmente o ruído causado pelos motores.

O Agusta AW109 Power atinge velocidade máxima de 311 km/h e velocidade de cruzeiro de 285 km/h. Sua autonomia é de 948 km. O AW109 Power pesa 1.590 kg e decola com peso máximo de 3.000 kg.

Preço: US$ 6,5 milhões (sem impostos e frete)

Para conhecer melhor o Agusta AW109 Power, visite o site: www.agustawestland.com